Sexta-feira, 26 de Junho de 2009

CONTENTOR 2009 OBRIGADA QUINTA DO CONDE

 

Há já algum tempo que sinto necessidade de  escrever qualquer coisa para colocar no Blogue dos “Amigos de Xinavane”. E essa necessidade prende-se não só com a saudade que sinto dos meus tempos de infância vivida nessa vila moçambicana. Já está bem distante no tempo o cheiro das mangas maduras ou o cheiro da terra molhada. Já não me lembro do sorriso das amiguinhas da escola e já nem recordo os nomes e os rostos. Poucas são as memórias de infância. No entanto tanta é a sede de descobrir o que é feito do passado. E foi em busca do passado que dei por mim procurando na Internet por Xinavane. Que maravilha que é a Internet! Tantas notícias, tantos pensamentos meus cruzaram a distância provocada pelo tempo. Afinal…tantas lembranças! Pouco depois descobri os “Amigos de Xinavane”. Que ideia fantástica! Ainda há gente boa que se preocupa com os outros. De facto a solidariedade pode manifestar-se das mais diversas formas. E, é sem dúvida o sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana. Para se ser solidário, às vezes basta uma palavra, um carinho, o chamar pelo nome, o dar o ombro, ou mesmo o silêncio. Mas este grupo vai muito mais além. Este grupo de amigos dá sem esperar receber. Os “Amigos de Xinavane”são um exemplo a seguir. E, foi assim que também eu comecei a partilhar emoções. E como a corrente de um rio, outros se foram juntando.
Pelo segundo ano consecutivo a Comunidade da Quinta do Conde, onde actualmente resido, tem sido um exemplo de como sem conhecer a terra e as suas gentes se podem enviar caixotes e caixotes de géneros (roupas, alimentos, brinquedos e outros) e também de ternura, de amizade, de partilha. Como diz o provérbio africano: “Muita gente pequena, em sítios pequenos, fazendo coisas pequenas pode mudar o mundo”. Ainda que o nosso contributo represente apenas umas migalhas de ajuda, estamos aqui. Podem contar connosco.
              
 
Gostaria de deixar um agradecimento público a todos os que estão desde o primeiro minuto vivendo comigo esta necessidade de ajudar. Foram impecáveis. Desde a pessoa anónima que deixou na Igreja o seu contributo, ao porteiro do supermercado que me guardava as caixas vazias, muito direitinhas, à dona do armazém que gratuitamente cedeu o espaço, a todos os que, de forma voluntária, recolheram e transportaram as dádivas da comunidade, à Junta de Freguesia da Quinta do Conde e à Câmara Municipal de Sesimbra, ao Espaço Solidário da Quinta do Conde, ao Agrupamento de Escolas da Quinta do Conde, ao Sr. Padre Júlio, às famílias e amigos que ajudaram a embalar as ofertas, e à Anabela Rodrigues que tem um coração do tamanho do mundo, só assim se tornou possível enviar, daqui da Quinta do Conde, cerca de três toneladas de bens para Xinavane. Bem hajam. Cada dia tem a sua manhã e muitas manhãs virão em que receberão em dobro pela vossa generosidade.
Obrigada, Quinta do Conde.
Amélia Fidalgo
 
           
publicado por amigosdexinavane às 17:25
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Edu a 20 de Julho de 2009 às 10:44
No pouco que tive oportunidade de colaborar, posso dizer que foi com muito gosto. Bem hajam os Amigos de Xinavane!


De Anabela Rodrigues a 16 de Setembro de 2009 às 21:13
Pelo segundo ano consecutivo tenho a sorte e o prazer de partilhar, com uma grande amiga, uma grande causa.
ajudar quem mais precisa sem esperar nada em troca a nao ser o sorriso de uma criança que nem sequer conheço.

Fala-se sobre a causa de Xinavane e palavra passa palavra e quando damos por isso temos um armazem cheio de coisas para embalar e uma multidão de gente para ajudar.

Espero que para o ano passa partilhar novamente esta experiencia contigo.

Obrigada Amelia Fidalgo


De rebelnia a 7 de Outubro de 2010 às 02:58
Xinavane,foi a ainda não vila para onde foram meus pais em1950.Por razões várias,ambos se recusaram a ficar naquela altura.Pai pessoa muito conhecida em Moçambique.Só vim em 79,por falta de escola para filhos.Moçambique é um amor para sempre e tudo isto me dói e revolta.Dei aulas na secundária de Lhanguene ...tipo castigo!Foram os mais belos tempos da minha vida.Os meus meninos e meninas,despediram-se de mim em lágrimas junto ao passeio de casa.
Nunca poderei esquecer os tempos em que calcorreava os caminhos de terra,por entre as palhotas à procura de alguém que estivesse a faltar há muito tempo.
Sempre me conheceram,sempre me reconheceram.Gastava todo o meu salário a pagar refeições na escola.Tive a certeza de que os ia deixar e nada se alteraria.Alterou e agora.HÁ fome muita fome,muita tragédia humana.Inimaginável chamar alguém com fome de"marginal".Lamento.
O que puder fazer.Dentro das posses de alguém que deixou de existir.Passou a rótulo.Sem reforma,sem nada.Mas uma pequena pensão faz-me feliz.Vivi toda a minha infância,adolescência e jovem adulta;na mais bela zona do universo,onde há a melhor e mais sofrida gente.Tive dois filhos Moçambicanos.Só posso oferecer o meu coração.Porque todos são ainda meus filhos.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. Um pequeno gesto solidári...

. COLABORAÇÃO DOS AMIGOS DE...

. O Emídio Sonha....os "Ami...

. O Emídio sonha ... os "Am...

. CAMPANHA " ARROZ PARA SAN...

. CONTENTOR DA AMIZADE

. 3º LEILÃO SOLIDÁRIO

. 2º LEILÃO SOLIDÁRIO

. LEILÃO SOLIDÁRIO

. 3º CONTENTOR DA AMIZADE

.arquivos

. Junho 2016

. Maio 2016

. Julho 2015

. Junho 2015

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Dezembro 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Dezembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Março 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Abril 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Junho 2007

. Abril 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

.Visitas de Amigos

conter12
blogs SAPO

.subscrever feeds